O Que Você Precisa Fazer Para Passar Em Concurso Público?

Quando você começa a procurar na Internet, encontra milhares de páginas sobre como passar em concurso público, e muitas delas divulgam até “fórmulas mágicas” para você conquistar sua tão sonhada vaga.. Mas, depois de algum tempo de leitura, provavelmente você perceberá que a única formula mágica para passar em concursos públicos é estudar.

Em primeiro lugar, você deve ter em mente que não será fácil. Pois estudar para concurso público, não é igual estudar para as provas da escola ou da faculdade, exige muita renúncia, noites mal dormidas, insegurança, ansiedade e angústia. Mas no dia em que você for nomeado, tudo terá valido a pena. Por isso, aproveite essa caminhada e todos os aprendizados que ela vai te proporcionar. Lembre se também que estudar para concurso requer planejamento e preparação.

Não há como passar em concurso público sem abdicar de algumas coisas, alguns feriados e finais de semana, passarão a ser utilizados em seu estudo.Mas é claro que o lazer não pode ser esquecido, afinal não é só de estudo que vive um concurseiro e para manter uma mente sã é necessário um tempo de descanso.Não existe uma fórmula de como passar em concurso público. Então, mesmo que a prova seja daqui a um mês, comece a estudar hoje. E todo lugar em que você estiver pode ser seu lugar de estudoÔnibus, metrô, carro, biblioteca, escritório, sala de espera de um médico, um canto no seu trabalho na hora do almoço e até a rua (enquanto estiver caminhando!). Embora todo lugar possa ser um espaço para estudar, o ideal é que você tenha em sua casa um espaço só seu. E nesse local você poderá colar cartazes na parede, espalhar post it na escrivaninha, falar alto, e deve ser um lugar tranquilo, livre de tudo que possa te distrair. . Mantenha-se longe das redes sociais, desligue o celular e também a televisão

Na faculdade, quando um aluno reclamava que estava sem tempo porque estudava e trabalhava, um professor sábio dizia: “o que vocês fazem da meia noite até as 6 da manhã?” Brincadeiras à parte, não há como passar em concurso público se você não organizar bem o seu tempo. Organize suas atividades diárias e seu horário de estudo, divida seus dias de uma em uma hora. Depois, coloque todas suas atividades diárias. Observe e veja se alguma dessas atividades pode ser delegada a outra pessoa, como, por exemplo, passear com o cachorro. Verifique, ainda, se alguma atividade poderá ter sua duração reduzida. Após esses ajustes, defina seus horários de estudo. Esses horários serão sagrados! Uma boa maneira de ganhar tempo de estudo é acordar um pouco mais cedo do que de costume. Acordar mais cedo e estudar antes das atividades diárias nos dá a impressão de que o dia rende mais e nos motiva para continuar estudando.

Todo concurseiro deve conhecer o edital ou os editais dos certames anteriores da área que escolheu. É o edital que dita todas as regras a serem seguidas pelo candidato. Desde os requisitos que o candidato deve ter para concorrer a vaga até informações sobre as nomeações. Conhecendo bem os editais da área, você verá que há muitas matérias que são comuns a determinadas áreas.  Ao ler editais de concursos anteriores, você começará a conhecer as possíveis bancas que organizarão seu concurso. Qual é a importância de se conhecer as bancas? Saiba que cada banca tem características próprias que, uma vez conhecidas, ajudarão você a responder as questões. Por exemplo, em provas de contabilidade do Cebraspe (antigo CESPE), há poucos cálculos a fazer. Já nas provas da Fundação Carlos Chagas (FCC), você fará muitos cálculos. Portanto escolha materiais de qualidade para se preparar.

Não há como passar em concurso público sem organizar bem o seu tempo, para isso leve em consideração o peso, a extensão e a dificuldade de cada matéria para determinar o tempo a ela dedicado.  Seu estudo deverá começar pelas matérias básicas da área que escolheu. À medida que for avançando, novas disciplinas deverão ser incluídas, até que você consiga estudar todas as matérias do edital do concurso. Existem algumas técnicas muito úteis para planejar seu estudo para concurso. A mais conhecida é elaborar um ciclo de estudos. O ciclo consiste em definir a sequência de estudo. Neste ciclo, considerando que você tivesse apenas quatro horas e meia disponíveis para estudar, você iniciaria seu dia com duas horas de Língua Portuguesa, depois estudaria matéria especifica da prova por uma hora e meia. Por fim, terminaria estudando uma hora de Matemática. Com o ciclo de estudo, você sempre continuará de onde parou no dia anterior. Não haverá perda de sequência. O ciclo permite que você gerencie várias matérias ao mesmo tempo, priorizando as matérias com maior peso ou maior dificuldade.

É preciso deixar claro que ler não é estudar. A mera leitura da matéria não o ajudará a passar em concurso. Você precisará memorizar tudo que está aprendendo e, para isso, novamente recomendo algumas técnicas. 

 Fazendo marcações: Após o primeiro contato com a matéria, faça marcações com um lápis nos trechos mais relevantes, com chances de cobrança em prova. Só não vale marcar todo o material! Depois, leia novamente as marcações e vá diminuindo as marcações deixandosomente o essencial para lembrá-lo do que estudou;

Fazendo resumos: Muitos concurseiros afirmam que conseguem fixar melhor o conteúdo fazendo resumos. Então faça resumos. Podem ser coloridos, mais sérios, você é quem sabe. O importante é que eles sejam úteis em suas revisões, poupando o tempo que seria gasto relendo todo o material.

Desenhando mapas mentais: Os mapas mentais são redes de informações, todas correlacionadas, distribuídas num esquema completo e colorido. Geralmente, partem de uma palavra-chave centralde onde saem ramificações que representam idéias a ela relacionadas.

Registrando os conceitos em “cards”: Os “cards” são cartões com perguntas na parte da frente e respostas na parte de trás. Podem ser feitos manualmente ou usando aplicativos.

Sempre depois que estudar determinado assunto de uma disciplina, faça exercícios, principalmente da banca examinadora da área que você escolheu. Dê preferência aos exercícios comentados, mas resolva-os inicialmente sem olhar o gabarito. Ao fazer exercícios, você fixará melhor o conteúdo. Além de corrigir os exercícios que errou, poderá conferir aqueles que acertou.

Na escola/faculdade, nossos professores ensinam a memorizar a curto prazo. Precisamos nos lembrar da matéria durante poucas semanas ou até por dias! Depois da prova, você tem uma permissão para esquecer grande parte do assunto. Nos concursos públicos, a memorização precisa ser a longo prazo. Pior ainda: a quantidade de assuntos é enorme! É essencial que você anote, no papel ou em algum aplicativo, quantas horas de cada disciplina você está estudando por dia e anotar seu desempenho na resolução de exercícios. Isso permitirá visualizar sua evolução na matéria e aperfeiçoar seu estudo.

Há um estudo desenvolvido por um psicólogo alemão chamado Herman Ebbinghaus que demonstra que temos a capacidade de esquecer mais ou menos metade do que aprendemos durante um dia de estudo, caso não seja feita a revisão no dia seguinte. É a chamada “curva do esquecimento. Portanto, a chave para memorizar é revisar. Ao revisar um assunto, você está passando informações ao seu cérebro de que aquele assunto é importante e merece ser fixado.

Por fim, não adianta tudo isso, se você passar muito tempo desmotivado. Seu estudo não irá render, porque sua concentração ficará comprometida, bem como sua capacidade de memorizar. Não existem técnicas para se manter motivado. Motivação é algo muito pessoal. O que fez você querer passar em um concurso público? Estabilidade? Tranquilidade financeira? Ter mais tempo para família? Carro? Casa? Cada um tem sua motivaçãoPortanto nunca se esqueça da sua.

Deixe um comentário